Coach: profissionalização empreendedora e educação do mercado são essenciais para credibilidade da carreira



coach diferenciado

Como ocorre em qualquer segmento de mercado em processo de consolidação, o crescimento no mercado de coaching veio acompanhado de ônus e bônus.

Como bônus, podemos destacar o maior conhecimento de pessoas físicas e jurídicas em relação à metodologia de desenvolvimento pessoal e profissional, o que amplia as chances de contratação, e também a maior oferta de especialização para profissionais empreendedores que desejam abraçar essa carreira e oferecer um trabalho sério, consistente e estruturado. 

Como ônus, é possível apontar o aumento de pessoas sem formação adequada que utilizam o nome coaching para oferecer uma série de outras atividades, desvirtuando o conceito e gerando confusão entre os potenciais clientes.

Diante disso, não é hora de ficar de braços cruzados. Pelo contrário: você que já é coach pode ajudar a ampliar a credibilidade em relação à carreira de coach fazendo um trabalho sério e consistente e ajudando o interlocutor a diferenciar o joio do trigo, ou melhor, os verdadeiros coaches dos oportunistas.

Com o apoio de Marcos Lemos, CEO da Climby, listamos os principais pontos de atenção na sua jornada empreendedora como coach profissional, para que você consiga estruturar uma carreira sólida e de reputação inquestionável.

Dessa forma, você aumenta chances de ampliar seu portfólio de coachees, porque, como sabemos, cerca de 80% dos clientes satisfeitos sentem-se dispostos a indicar e recomendar produtos e serviços para outras pessoas.

Lembre-se: você, coach empreendedor, é o protagonista da sua trajetória e principal responsável pelo sucesso da sua carreira! Confira as dicas a seguir:

 

1) Defina seu propósito 

Todo coach é um empreendedor. E como todo empreendedor você precisa de um propósito. Quando você se formou e se especializou como coach e refletiu sobre o que almeja realizar por meio dessa carreira, o que veio à sua mente? É isso mesmo: o exercício de reflexão sobre seu propósito é o ponto de partida para a criação da sua empresa de coaching. 

Refletir sobre a razão de existir da sua empresa, sobre os diferenciais que você e sua trajetória agregam ao negócio e como todos esses fatores reunidos podem auxiliar seus clientes é muito importante. Existe uma diferença gigante entre ter um propósito transformador e simplesmente oferecer um serviço.

Esse exercício de autopercepção nos ajuda a alinhar teoria e prática e faz com que o discurso de prospecção e venda seja mais autêntico, profundo e eficiente. A soma do seu propósito empreendedor às suas competências permite definir o ramo específico de atuação como coach. Pense grande!

2) Planeje e estabeleça metas

É muito raro ouvirmos falar de empresas bem-sucedidas que começaram a operar de repente, sem fazer um plano de negócio, definir próximos passos e projetar o que almeja no curto, médio e longo prazo.

Sem metas bem traçadas, não há como avaliar os resultados colhidos nem como discutir eventuais mudanças de rota. Se você estranhou a expressão “empresa bem-sucedida” em um texto dirigido aos coaches, é importante dar um passo atrás para que este conceito fique totalmente claro: sim, ao escolher a carreira de coach, você optou por ser um empreender, ser dono do seu próprio negócio. Gerir sua carreira é sinônimo de gerir sua empresa

Por isso, os conceitos de planejamento, gestão e administração de empresa devem fazer parte do seu cotidiano. É importante que você conheça profundamente o mercado potencial, defina metas considerando sua disponibilidade de tempo e capacidade de entrega e os resultados que espera nos primeiros seis meses, no segundo e no quinto ano de vida da empresa. Seja realista nos planos! 

VEJA TAMBÉM: Assista à entrevista com a coach e mentora Roberta Sodré, sobre planejamento para coaches

3) Conquiste clientes

Pessoas vendem para pessoas. Portanto, é fundamental conhecer bem as demandas de mercado para conseguir formatar ofertas que contemplem tais necessidades, ampliando assim as chances de fechar negócio. Neste desafio, você, empreendedor, fica responsável por diversas áreas: pesquisa de mercado (para conhecer e analisar necessidades, hábitos e tendências), marketing e elaboração de propostas.

Os resultados de pesquisas e conversas com sua rede de contatos trarão muitos subsídios para quando você estiver usando “o chapéu” do marketing e for criar estratégias capazes de atrair, nutrir e converter usuários/seguidores/contatos em leads e, posteriormente, leads em coachees

A proposta é uma peça-chave, mas nem todos os coaches investem a energia necessária em sua elaboração. Há profissionais que ainda são adeptos do formato control C + control V, enviando uma proposta padrão a todos os leads, quando o mais interessante (e por isso falamos em conhecer bem o seu público e demandas específicas) é personalizá-las ao máximo para que, ao ler, o potencial coachee se identifique. 

LEIA TAMBÉM: Pitch do coach: 5 dicas para vender seus serviços

4) Atitude de dono: gerencie seu negócio

Pense numa corrida de fundo: 1.500 metros. O corredor bem preparado enxerga a prova como um todo. Sabe dosar os esforços para, ao final, alcançar o melhor resultado possível.

O mesmo acontece com o coach: de nada adianta ele brilhar e executar com perfeição as três etapas que listamos anteriormente e se perder no processo de gestão propriamente dito do negócio: não ter seus conteúdos organizados, fazer confusão de agenda, perder o controle do fluxo financeiro, não administrar o envio de propostas, demorar a responder aos questionamentos de prospects.

É exatamente neste ponto que a Climby pode apoiar os empreendedores. A plataforma climby onesolution garante os melhores processos na gestão de seu negócio e nas práticas de coaching. Todo o gerenciamento de sessões, organização da biblioteca particular e conteúdos próprios, emissão e acompanhamento de propostas e controle financeiro a um clique de distância.

Acesse nosso site, conheça as soluções e teste gratuitamente a plataforma.

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale Conosco








    Marcos Lemos

    Marcos Lemos

    Com mestrado em engenharia elétrica pelo Mackenzie, Marcos Lemos atua na área há mais de 20 anos. Construiu sua trajetória na multinacional sueca Ericsson liderando equipes com perfis variados, o que fez despertar ainda mais seu interesse em estudar sobre comportamento, liderança e desempenho. Decidiu mergulhar no universo do coaching por acreditar na importância da área para o desenvolvimento humano. Além de sua atuação como coach pessoal e executivo desde 2004, é membro da Sociedade Brasileira de Coaching desde 2011. Suas certificações são reconhecidas pelo Behavioral Coaching Institute.

    Por considerar a área um importante instrumento de transformação social, tanto do ponto de vista pessoal quanto aplicada às necessidades do mundo corporativo, Lemos criou, ao lado dos outros dois sócios, a plataforma climby.

    Fechar
    Marcos Rodrigo

    Marcos Rodrigo

    Formado em engenharia pelo Centro Universitário FEI, sempre se manteve próximo à academia. Fez especialização em administração pela ESAN (Escola Superior de Administração e Negócios) e MBA em gestão empresarial na FIA - Fundação Instituto de Administração.

    As três características que sempre guiaram a carreira de Marcos foram o desejo de empreender – criou sua primeira startup em 1995, quando ainda estava na faculdade -, o interesse por tecnologias e a vontade de atuar com educação e desenvolvimento de pessoas.

    A combinação de fatores resulta na criação da plataforma climby, da qual é sócio e responsável pelo sucesso dos clientes, do portfólio e de parcerias de valor para o mercado de coaching.

    Fechar
    Domingos Alves

    Domingos Alves

    Engenheiro elétrico formado pelo Centro Universitário FEI e pós-graduado em marketing pela Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP), Domingos Alves dedicou grande parte de sua carreira à área de tecnologia e telecomunicações, com passagem pela Ericsson e pela Proxim, Inc no Brasil, experiências que deram a ele a expertise necessária para, em 2003, fundar a Avvio Soluções. Com a venda de participação para o fundo Pátria Investimentos em 2014, ainda como sócio, seguiu como vice-presidente de engenharia e TI até 2017. Após esta etapa se dedicou a novos negócios. Atualmente, é sócio e membro do Conselho de Administração da Vogel Telecomunicações S/A, além de empreendedor em diversos segmentos, que tem em comum a solidez das empresas em que investe.

    A união da expertise em TI com seu perfil empreendedor levou Alves a integrar o time de sócios da plataforma climby desde a fase de estruturação do negócio, que ele classifica como uma excelente oportunidade de inovação.

    Fechar